Avatar

On Air

Jazz Faz Tarde Jazz Faz Tarde / 23:00 - 24:00

Devastação é o segundo livro de contos de Eduardo Pitta. São seis histórias, com nome de pessoas, não se interligam, nem formam um conjunto. São histórias de vidas ioladas, de pessoas singulares.
As histórias percorrem períodos anteriores ao 25 de abril, da infância, adolescência passada em África, e a vida adulta em Portugal.
Eduardo Pitta é poeta, excritor, crítico literário (tem uma rubrica na revista sábado e um blogue "Da Literatura").

A primeira reunião da obra completa do maior dramaturgo português do século XX e de um dos mais originais escritores da nossa língua.
Edição fundamental de uma obra incontornável da literatura Portuguesa.

Eis o plano de obra:

Volume I - Teatro

A Promessa (1957)
O Bailarino (1957)
A Excomungada (1957)
O Lugre (1959)
O Crime da Aldeia Velha (1959)
António Marinheiro ou o Édipo de Alfama (1960)

Volume II - Teatro

Os Anjos e o Sangue (1961)
O Duelo (1961)
O Pecado de João Agonia (1961) e o Apêndice Irmã Natividade
A Anunciação (1962)
O Judeu (1966)
O Inferno (1967)

Volume III - Teatro

A Traição do Padre Martinho (1969)
Português, Escritor, Quarenta e Cinco Anos de Idade (1974)
Três Quadro de revista (1974)
Os Marginais e a Revolução - «Restos», «A Confissão», «Monsanto», «Vida em Três Fotografias» (1979)
O Punho (1987)

Volume IV – Poesia, prosa e dispersos

A Morte na Raiz (1954)
Romances do Mar (1955)
Os Olhos da Víbora (1957)
Nos Mares do Fim do Mundo (1959)
Dispersos
(o plano de obra para os volumes II, III e IV é ainda passível de alterações)

O autor
Bernardo Santareno (1920 — 1980) é considerado o maior dramaturgo português do século XX.
Bernardo Santareno, pseudónimo literário de António Martinho do Rosário (Santarém, 19 de Novembro de 1920 — Oeiras, 29 de Agosto de 1980) é considerado o maior dramaturgo português do século XX.

Formado em Medicina psiquiátrica, Bernardo Santareno rapidamente conciliou a sua profissão de médico com a de escritor. Primeiro poeta, autor de três livros e mais tarde, em muito influenciado pelas experiências como médico da frota bacalhoeira portuguesa na Terra Nova e Gronelândia que incluiria no seu único livro de narrativas, «Nos mares do fim do mundo», dedicou-se ao teatro.

Da sua obra teatral destacam-se «A promessa», «O lugre», «O crime da aldeia belha» ou «O judeu»; a primeira foi retirada de cena por pressões da Igreja Católica junto do governo salazarista.

Várias das suas obras foram adaptadas ao cinema e a telefilmes.

Publicado pela Gradiva BD, "O Último Homem…", é um western da autoria de Jérôme Félix e Paul Gastine, onde o desenho e a pintura de cada uma das pranchas não deixa de surpreender. Originalmente editado pela francesa Bamboo em 2019, recebeu no ano seguinte o Prémio BD Fnac na Bélgica.

Galileu encontrou esse problema há quatrocentos anos. As suas descobertas, baseadas em observações cuidadosas e experiências engenhosas, contradiziam a sabedoria convencional e os ensinamentos da Igreja da época. Consequentemente, num ataque flagrante à liberdade de pensamento, os seus livros foram proibidos pelas autoridades eclesiásticas.
O astrofísico e escritor bestseller Mario Livio baseia-se na sua própria experiência científica para nos explicar como Galileu chegou às suas novas e ousadas conclusões sobre o cosmos e as leis da natureza. Um livre-pensador que seguia as provas onde quer que elas o levassem, Galileu foi uma das figuras mais notáveis da revolução científica. Acreditava que toda a pessoa culta devia conhecer ciência tanto como literatura, e insistia em alcançar o maior público possível publicando os seus livros em italiano e não em latim.
Galileu foi levado a julgamento e arriscou a vida por se recusar a renunciar às suas convicções científicas. Continua a ser um herói e uma inspiração para os cientistas e todos aqueles que respeitam a ciência, que — como Livio nos lembra neste livro emocionante — permanece sob ameaça.

Sobre o autor:
Mario Livio (Roménia, 1945) é astrofísico e membro do Space Telescope Science Institute, a agência que opera o telescópio Hubble.
É autor do livro The Golden Ratio que, além de ter sido um êxito mundial, lhe granjeou os prémios Pitágoras e Peano.
Também escreveu os livros The Equation That Couldn't Be Solved, Is God a Mathematician? e Why?.
De Mario Livio, a Marcador já publicou Erros Geniais Que Mudaram o Mundo.

Editora Marcador

Pág. 2 de 8

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077
  • spotify6