Avatar

On Air

Carlos Cerqueira Novidades entre portas / 12:00 - 13:00
Voz Online

Voz Online

Da luta pela despenalização do aborto, que a levaria à barra do tribunal, até à defesa das causas feministas e ao fecho da Caixa de Previdência dos Jornalistas, "O Relógio de Cuco" retrata fragmentos da vida da jornalista Maria Antónia Palla e é lançado quinta-feira em Lisboa.

O FILO-LISBOA regressa ao Teatro São Luiz e, este ano, traz uma programação em torno do tema Filosofia e Criatividade. Com curadoria do Teatro Praga e do filósofo André Barata, a iniciativa do Goethe-Institut Portugal, Institut Français du Portugal e São Luiz Teatro Municipal terá espetáculos, conversas, encontros e conferências.
A filosofia antecipou o que a arte conquistou na contemporaneidade: a ubiquidade. Se arte hoje pode ser tudo ou estar em tudo, a filosofia sempre esteve em todo o lado. Fará pois sentido considerar a filosofia a primeira criação de arte contemporânea da história da humanidade porque talvez faça também falta chamar a mais coisas “filosofia”.
Nesta edição de Filo-Lisboa, resultado de uma associação entre três estruturas de três países diferentes (Alemanha, França e Portugal), a filosofia irá tomar conta dos vários espaços do Teatro Municipal São Luiz, espalhando-se por palcos, plateias, ecrãs e foyers. Numa relação que se pretende quotidiana e descomprometida, busca-se a acessibilidade sem facilitismo e sem abdicar da diversão.
Com curadoria de Teatro Praga e do filósofo e professor André Barata, poderá assistir, durante um dia inteiro, a conferências para crianças, leituras de livros, conversas com artistas, debates de filosofia ou ver espetáculos em torno da relação entre filosofia e criatividade. Junta-se assim filosofia e arte como se nunca tivessem ocupado campos distintos, com contribuições em língua alemã, francesa e portuguesa.

Para viver um dia cheio de perguntas.

Snail Mail - VALENTINE

in Discos
novembro 08, 2021

Ao longo de Valentine, Jordan atinge um novo ápice de expressão que praticamente exige ser ouvido e sentido. “Valentine”, um disco notável, repleto de emoção reveladora.

A exposição "O Jazz na Banda Desenhada" mostra as histórias de BD que o Jazz inspirou. Do bebop de Will Eisner ao Harlem de Guido Crepax. Do Thelonious Monk de Youssef Daoudi aos Blues de Sergio Toppi. Os cartoons de Siné e Cabu e a pior banda do mundo de José Carlos Fernandes. Muñoz e Sampayo, Robert Crumb, Harvey Pekar,
Alcimar Frazão, Loustal; mais de trinta autores (portugueses e estrangeiros).
Curadoria: Leonel Santos
Produção: Hot Clube de Portugal
No Hot Clube até 31 de Dezembro.

Pág. 13 de 100

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077
  •  
    spotify6  google podcast