As nossas notícias

Rate this item
(0 votes)
in Blog

Livraria portuense Poetria recusa abandonar as Galerias Lumière

By Publicado março 20, 2021

Empresa proprietária quer vender o edifício para a construção de um hotel e notificou a livraria para abandonar o espaço até ao final deste mês.

Há uns anos, nas minhas deslocações profissionais à cidade do Porto, procurei pela A livraria Poetria, localizada nas Galerias Lumière do Porto construídas nos anos 70. Conhecia então a dona da livraria, Dina Ferreira e o seu filho, que numa militância, só há militância quando se tem amor pelo que se luta, dedicada à poesia e ao teatro, este à frente da livraria durante 14 anos, manteve as portas abertas. Mas em dezembro de 2017, a porta da única livraria de poesia e teatro do país, preparava-se para fechar.
Tal não veio acontecer, porque Nuno Queirós Pereira e Francisco Garcia Reis, assumiram o comando da “livraria gourmet”, como um dia lhe chamou Valter Hugo Mãe.
Passados 4 anos, os donos da Poetria foram notificados para abandonar aquele espaço até dia 31 de março, mas Nuno Queirós Pereira e Francisco Garcia Reis recusam sair da loja em tempos de pandemia.
Em declarações à agência Lusa, Francisco Reis, um dos donos da Livraria Poetria, dedicada à poesia e teatro, avançou hoje que no atual contexto de pandemia e de estado de emergência é “impossível a loja sair das Galerias Lumière", cuja empresa proprietária pretende vender para a construção dum hotel.
“Não vamos sair no dia 31 de março. Sair agora é impossível, com o estado de emergência e depois de meses fechados e sem faturar”, declara Francisco Reis, referindo que só há uma semana é que reabriram no âmbito da primeira fase de desconfinamento, estando a receber uma média de cinco clientes por dia.
Com a vitrina virada para a Rua das Oliveiras, bem no coração da cidade do Porto, junto à Praça Carlos Alberto, Francisco Reis explica que no entender dos arrendatários o contrato termina agora dia 31 de março. No entender dele e do seu sócio, Nuno Pereira, o contrato estende-se por “mais quatro anos”, ou seja, até 2025.
“O nosso grande objetivo é fazer parte das Galerias Lumière com qualquer que seja o próximo projeto [mesmo que seja uma unidade hoteleira]. Isso era sobre azul”, refere Francisco Reis, referindo que é “muito difícil” encontrar um novo espaço próximo do centro da cidade e sem “perder a essência da Poetria”, uma livraria que tem “sinergias” com a Universidade do Porto e com restaurantes, hotéis e bares do bairro em que se insere, designadamente através de “saraus de poesia”.
“Estamos a ponderar a nossa existência noutro sítio e a calcular custos num outro hipotético espaço perto deste local”, acrescentou Francisco Reis. Contudo, sublinha, é quase impossível sair sem terem apoios.
(com base em Lusa/Sapo/Público)

 

Read 657 times Last modified on sexta-feira, 07 maio 2021 23:25
Login to post comments

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077