Avatar

On Air

Mano Jorge Dança Comigo / 23:00 - 24:00

“Eles podem sofrer tudo e tudo suportam – menos o não receberem uma carta”

Estreia | ERA UMA VEZ A MÁFIA, de Franco Maresco
Franco Maresco revisita, de forma sarcástica e grotesca, a memória histórica italiana e interroga-se sobre os ideais que ficaram até aos dias de hoje.
Por ocasião do aniversário do assassinato de Giovanni Falcone e Paolo Borsellino, os famosos juízes que entraram em guerra directa contra a máfia, o realizador Franco Maresco revisita, de forma sarcástica e grotesca, a memória histórica italiana e interroga-se sobre os ideais que ficaram até aos dias de hoje, especialmente em Sicília. Maresco é acompanhado pela famosa fotógrafa da máfia, Letizia Battaglia, uma artista amargurada pelas manipulações das comemorações por parte da classe política italiana. Este documentário, que ganhou o Grande Prémio do Júri no Festival de Veneza, é um encontro nostálgico com a máfia do “antigamente”.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 21h30
5 Nov – 17h
6 Nov – 16h30
7 Nov – 19h
8 Nov – 14h30
9 Nov – 13h
10 Nov – 14h30
Teatro Campo Alegre, Porto
4 Nov – 21h45
5 Nov – 21h45
6 Nov – 15h30, 21h45
7 Nov – 15h30, 21h45
8 Nov – 21h45
9 Nov – 21h45
10 Nov – 21h45

Estreia | SPENCER, de Pablo Larraín
O casamento da Princesa Diana e do Príncipe Carlos há muito se transformou numa relação gélida. Entre abundantes rumores de casos extraconjugais e divórcio, a paz é encomendada para celebrar as festividades de Natal na propriedade real de Sandringham House. Há comida e bebida, tiro ao alvo e caça. Diana conhece o jogo. Mas desta vez, as coisas vão ser muito diferentes.
SPENCER uma ficção do que se poderá ter passado nesses fatídicos dias.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 16h30
5 Nov – 19h30
6 Nov – 14h
7 Nov – 21h30
8 Nov – 16h30
9 Nov – 11h
10 Nov – 19h

Estreia | TRÊS ANDARES, de Nanni Moretti
Três famílias vivem num prédio de 3 andares num bairro de Roma. Durante 10 anos, as vidas de cada família são determinadas por eventos que obrigam as personagens a lidar com situações dolorosas, difíceis e inconfortáveis. As escolhas que cada um faz vão determinar o curso da sua existência.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 19h
5 Nov – 22h
6 Nov – 22h
7 Nov – 16h30
8 Nov – 21h30
9 Nov – 22h
10 Nov – 16h30
Cinema Charlot, Setúbal
8 Nov – 21h30
9 Nov – 21h30
10 Nov – 21h30

Sessões Especiais | A METAMORFOSE DOS PÁSSAROS, de Catarina Vasconcelos
A Metamorfose dos Pássaros é uma espécie de “diário polifónico”. Beatriz e Henrique casam-se quando ela tem apenas 21 anos. Ele é oficial da marinha e passa várias temporadas no mar; ela permanece em terra, a cuidar dos seis filhos de ambos. Um dia, Beatriz morre inesperadamente. Jacinto, o seu filho mais velho que sonhava poder ser pássaro, é o pai da realizadora Catarina Vasconcelos, cuja mãe morreu quando ela tinha apenas 17 anos. Nas palavras da própria cineasta: “Nesse dia, eu e o meu pai encontrámo-nos na perda das nossas mães e a nossa relação deixou de ser só a de pai e filha.” Ao longo desta narrativa poética, os dois exploram a intimidade da relação familiar e a passagem do tempo, num percurso em que se apercebem de que partir é um requisito fundamental para o começo de algo novo.

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
6 Nov – 19h > sessão apresentada por convidado a anunciar
10 Nov – 21h30 > sessão apresentada pela realizadora
CAE, Figueira da Foz
5 Nov – 21h30 > com a presença de Sérgio Dias Branco (professor universitário e investigador)

FRANCE, de Bruno Dumont
Um dos filmes sensação da Selecção Oficial em Competição do Festival de Cannes, France oscila entre a sátira política, a crítica aos media e o melodrama, apresentando-nos o retrato de uma jornalista, de um país e dos seus meios de comunicação. France de Meurs – cujo nome não foi escolhido ao acaso – é uma célebre jornalista que se desdobra entre a televisão, uma guerra distante e o frenesim da sua vida familiar.
Após um acidente de viação, do qual resulta um ferido, France vê o seu mundo abalado e tenta refazer a vida de forma anónima, mas a fama dificulta-lhe a prossecução desse plano. Bruno Dumont tece uma crítica mordaz ao meio jornalístico, no seio do qual tudo parece fielmente apresentado, mas onde o real é, na verdade, encenado e reconstruído, constituindo-se como o resultado de uma sociedade do espectáculo e do sensacionalismo, na qual o imediato assume o papel principal.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 13h30
9 Nov – 19h30

UMA PAIXÃO SIMPLES, de Danielle Arbid
Hélène é uma académica parisiense, especialista na vida e obra da dramaturga inglesa do século XVII, Aphra Behn. Ela fala directamente para a câmara enquanto descreve o seu encontro com um homem por quem se apaixonara durante uma festa no Porto. À medida a que a relação entre os dois se transforma numa obsessão para Hélène, ela começa a comportar-se de modo inconsequente, negligenciando os cuidados do filho e de si própria. A partir do romance homónimo de Annie Ernaux, a realizadora Danielle Arbid apresenta uma nova abordagem ao amour fou, tema tão caro ao cinema francófono, num drama erótico e formalmente ousado.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
5 Nov – 15h
9 Nov – 17h30

A ILHA DE BERGMAN, de Mia Hansen-Løve
Um casal de cineastas (ele, Tony/Tim Roth, mais velho, com uma obra consolidada, ela, Chris/Vicky Krieps, mais nova, à procura, com as suas dúvidas), ambos admiradores confessos de Bergman, instala-se na ilha de Fårö, onde o cineasta sueco viveu e rodou vários dos seus filmes. Decidiram passar ali o Verão, deixar-se inspirar pela força do lugar, e trabalhar nos seus novos guiões. No entanto, à medida que avançam, e em contacto com a paisagem selvagem da ilha, banhada pela luz do Verão escandinavo, a linha entre a ficção e a realidade torna-se ténue. Mise en abîme solar e melancólico, Bergman Island rende homenagem a Ingmar Bergman longe de qualquer cliché.

Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
5 Nov – 13h
7 Nov – 14h
8 Nov – 19h
9 Nov – 15h
Teatro Campo Alegre, Porto
Diariamente às 18h30

A MULHER DO AVIADOR, de Éric Rohmer
Uma manhã, François vê Anne, a sua namorada, sair de casa com outro homem, um aviador. À tarde, vê o aviador com uma outra mulher e segue-os. Pelo caminho, encontra Lucie, uma estudante curiosa e esperta, que o irá ajudar…

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
4 Nov – 11h30
Cinema Charlot, Setúbal
4 Nov – 18h
5 Nov – 18h

PAULINE NA PRAIA, de Éric Rohmer
O terceiro filme da série Comédias e Provérbios tem por epígrafe “Qui trop parole, il se mesfait” (que na versão portuguesa seria: “Quem diz o que quer ouve o que não quer”). Marion, recentemente divorciada, leva a adolescente Pauline a passar o final do Verão na casa de praia da família. Marion acaba por se envolver com Henri, e Pauline começa a descobrir o amor com Sylvain. Pauline na Praia confronta os jogos de sedução e desejo de adolescentes e adultos, no período estival.

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
5 Nov – 11h
TAGV, Coimbra
8 Nov – 21h

NOITES DE LUA CHEIA, de Éric Rohmer
Louise e Rémi são namorados e vivem nos arredores de Paris. Ela é uma jovem decoradora de interiores, cansada dos subúrbios e amante da noite; ele é arquitecto, adepto da vida pacata e caseira. Cansada da monotonia, a jovem decide recuperar um apartamento em Paris, onde se sente livre. Neste filme-manifesto, como lhe chamou Olivier Père, Rohmer capta as modas e tendências da Paris dos anos 80.

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibição única / Cinema Nimas, Lisboa
6 Nov – 11h30

O RAIO VERDE, de Éric Rohmer
A epígrafe do filme é um verso de Rimbaud: “Ah! Que le temps viennent / ou les coeurs s’éprennent.” É Verão e Delphine sente-se só e deprimida. Interrompe umas férias na montanha, a convite de uns amigos, e dirige-se a Biarritz, passando os dias entre errâncias amorosas, sem compromissos ou ligações. Casualmente, ouve uma conversa sobre o famoso “raio verde” de que fala Júlio Verne. Conseguirá Delphine vê-lo e encontrar o amor que reconforte o seu coração?

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibição única / Cinema Nimas, Lisboa
7 Nov – 11h30

O AMIGO DA MINHA AMIGA, de Éric Rohmer
Blanche e Léa tornam-se amigas. Esta vive um namoro fortuito com Fabien, enquanto Blanche se apaixona por Alexandre. Entretanto, Léa termina o relacionamento com Fabien, e este começa a demonstrar um forte interesse por Blanche. Um caos emocional que terá de ser resolvido…

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibição única / Cinema Nimas, Lisboa
8 Nov – 12h

O BOM CASAMENTO, de Éric Rohmer
Sabine, uma jovem estudante de arte, está cansada de ser a amante de Simon e diz-lhe que se vai casar. Clarisse, a sua melhor amiga, apresenta-lhe o seu primo Edmond, um homem bonito, jovem e livre. Sabine acredita que fará um bom casamento, mas as coisas não correm de acordo com as suas expectativas…

Cópia Digital Restaurada
Inserido no ciclo Éric Rohmer ou o Génio do Moderno Cinema Francês – 2º Capítulo
Legendado em português

Exibições:
Cinema Nimas, Lisboa
10 Nov – 12h

Nathan Grossman começou a filmar Greta no início da sua greve escolar em Agosto de 2018, antes ainda de serem feitas as primeiras reportagens sobre a jovem. Continuou a segui-la até Setembro de 2019, depois de ela atravessar num veleiro o Atlântico para discursar na cimeira do clima das Nações Unidas. Um discurso emotivo que inspirou e continua a inspirar milhares de jovens e adultos no mundo inteiro que a ela se juntaram em greves e discussões sobre o futuro do planeta. O filme explora também a luta pessoal de Greta para equilibrar a sua adolescência com a atenção e o mediatismo de que actualmente é alvo.

Na 14.ª edição, a Festa do Cinema Italiano estreia-se na Culturgest com sessões que incluem uma programação diversificada, desde filmes de novos realizadores italianos até de nomes consagrados, exibindo antestreias a clássicos, entre ficções e documentários, incluindo ainda alguns eventos paralelos que trazem a cultura de Itália a Portugal.
Organizado pela Associação Il Sorpasso, todos os anos, o festival apresenta, no nosso país, mais de 50 filmes divididos por várias secções, incluindo uma competição dedicada a primeiras e segundas obras, um conjunto de antestreias de filmes apresentados em diversos festivais internacionais, filmes mais experimentais ou com uma nova linguagem cinematográfica, não esquecendo restrospetivas e homenagens a grandes autores do cinema italiano.

Programação

Pág. 1 de 2

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077
  •  
    spotify6  google podcast