Este trabalho documental nasce do projeto de mestrado de Miguel Dores em Antropologia Visual. Com o tempo, a importância de contar esta história transformou este projeto de mestrado numa longa-metragem documental com pretensões maiores do que uma publicação académica.

Em "Em Todos os Sentidos" estão reunidas as quarenta e uma crónicas que Lídia Jorge leu, ao longo de um ano, aos microfones da rádio pública, Antena 2. São crónicas que encaram de frente a fúria do mundo contemporâneo, interpretando os seus desafios, perigos e simulacros com um olhar crítico acutilante. “Como não podemos vencer o Tempo, escrevemos textos que o desafiam a que chamamos crónicas.”, refere a escritora sobre o livro.

Na ata deste Grande Prémio de Literatura Crónica e Dispersos Literários pode ler-se: “Em Todos os Sentidos, de Lídia Jorge, mereceu o voto do júri por se tratar de um livro de mestria cronística. Do conjunto de textos resulta uma obra bem afeiçoada e nela se evidenciam: a brevidade impressionista suscitada pela ocasião, pela atualidade que ganha fôlego reflexivo; uma arte bem temperada na composição e intencionalidade da crónica; e o poder de sugestão, inferência e alusão da escrita com laivos ficcionais e poéticos.”

Vencedora do Prémio Camões, em 2015, Hélia Correia (1949) licenciou-se em Filologia Românica, foi professora de Português do Ensino Secundário, e destacou-se de imediato com as primeiras obras, a poesia de “O Separar das Águas” (1981), a que se seguiu “O Número dos Vivos” (1982) e a novela “Montedemo” (1984), que a companhia de teatro O Bando pôs em cena, com sucesso.

Chega a Lisboa o  5 L-  Festival Internacional Literatura e Língua  Portuguesa. A Teresa Rouxinol falou com a Directora das Bibliotecas de Lisboa e gestora executiva do 5L, Susana Silvestre. Um Festival que já faltava a Lisboa 

Pág. 1 de 3

VOZ ONLINE é o nome da rádio licenciada pela Associação Voz Online Rádio - ARDVOZ.

  •  

Registo na ERC nº 700077